Candidatura SIAC Internacionalização: o que é, para quem e para quê?

empresa escolhe o pais que pretendem internacionalizar - efacont

Candidatura SIAC Internacionalização: o que é, para quem e para quê?

Conquistar novos mercados internacionais é uma estratégia cada vez mais adotada pelas PME portuguesas, e a candidatura SIAC Internacionalização pode ser a chave para internacionalizar a sua empresa.
Trata-se de um apoio a fundo perdido com uma dotação máxima limitada e uma Taxa Máxima de Cofinanciamento atrativa, um incentivo do Plano de avisos Portugal 2030 que visa apoiar as PME portuguesas na expansão internacional.
Oferece recursos financeiros e apoio técnico especializado, recursos estes essenciais para o crescimento económico e a criação de emprego a nível nacional.

Tabela de Conteúdos
  1. Apoio candidatura SIAC Internacionalização: O que é, para quem e para quê?
  2. SIAC Internacionalização o que é?
  3. Quando devo preparar o meu projeto investimento e submeter candidatura?
  4. Quais os beneficiários destas medidas de apoio à internacionalização empresarial?
  5. Qual a Dotação Orçamental total do apoio à Internacionalização das PME?
  6. E qual a Taxa Máxima de Cofinanciamento para a candidatura ao SIAC Internacionalização Portugal 2030?
  7. Qual é o objetivo do apoio a ações coletivas de internacionalização?
  8. Tipologia de ação do sistema de apoio a ações coletivas - internacionalização
  9. Áreas geográficas pertencentes às medidas da internacionalização
  10. Conclusão

Candidatura SIAC Internacionalização o que é?

O apoio SIAC Internacionalização, do Programa Compete 2030, tem como objetivo reforçar, ainda que de forma indireta, as capacidades das PME (pequenas, médias empresas) portuguesas para se internacionalizarem, para assim aumentar as exportações e a visibilidade internacional de Portugal.

Os apoios a ações coletivas, no âmbito da internacionalização, contribuem diretamente para o reconhecimento e associação da imagem de Portugal à qualidade e sustentabilidade dos bens e serviços nacionais, sendo que estas ações do SIAC Portugal 2030 disponibilizam às PME bens e serviços coletivos que potenciam uma melhor inteligência económica e competitividade nos mercados internacionais.

Estas linhas de apoio às empresas para a internacionalização, visam aumentar a atratividade do país para conhecimento e investimento qualificado, bem como responder a segmentos mais exigentes da procura nos mercados internacionais.

pinos a representar empresas em várias partes do mundo - efacont

Qual a finalidade e objetivos do SIAC apoio ações coletivas de internacionalização?

As ações coletivas estão associadas aos sistema de incentivos internacionalização das PME, com o intuito de impulsionar os seus resultados e promover a criação ou melhoria das condições circundantes, destacando-se aquelas ligadas a fatores imateriais de competitividade de natureza coletiva.

Estas ações  de desenvolvimento empresarial manifestam-se na disponibilização de bens coletivos ou públicos, com capacidade para gerar efeitos de arrastamento na economia e não sujeitos a apropriação privada ou à concessão de vantagens a uma empresa específica ou a um grupo restrito de empresas portuguesas.

Nesse sentido, as ações coletivas devem assegurar as seguintes condições:

  • Destacar uma natureza coletiva, inclusiva e não discriminatória que possa lidar com os riscos e oportunidades comuns a um amplo conjunto de empresas.
  • Disponibilização livre e universal de todos os seus resultados, sem vantagens particulares para qualquer entidade, incluindo a publicação dos principais resultados no website das entidades beneficiárias;
  • Garantir que a operação decorre nas regiões especificadas no aviso, sendo aceitável a realização de ações em outros locais, inclusive no estrangeiro, desde que essas ações contribuam para a economia das regiões do NUTS II.

SIAC candidatura: Quando devo preparar e submeter o meu projeto de investimento?

A candidatura SIAC Internacionalização já estão abertas. Como tal, é aconselhável começar já a preparar o seu projeto de internacionalização para aumentar as possibilidades de aprovação.

Dado que a candidatura aos apoios de comercialização internacional é bastante solicitada pelos empresários, o financiamento a fundo perdido tende a esgotar-se rapidamente devido à alta procura e limitada dotação.

Assim, é fundamental agir rapidamente para maximizar a hipótese da submissão da sua candidatura a este apoio financeiro essencial para a execução de uma estratégia de expansão internacional dos negócios portugueses.

Quais os beneficiários destas medidas de apoio à internacionalização empresarial?

Os beneficiários do apoio SIAC internacionalização abrangem uma diversidade de entidades empresariais, nomeadamente:

  • Associações empresariais, câmaras de comércio e indústria e agências de promoção turística;
  • Agências públicas, com competências na área da internacionalização ;
  • Outras entidades públicas sem fins lucrativos que participam em projetos em copromoção com as entidades mencionadas anteriormente, desde que devidamente justificado face à natureza da operação.

Qual a Dotação Orçamental total do apoio à Internacionalização das PME?

SIAC Programa: O incentivo de internacionalização das PME tem uma dotação máxima de 10.000.000,00€. Este financiamento representa um estímulo significativo para as pequenas e médias empresas que pretendem expandir as suas atividades além-fronteiras, facilitando o acesso a novos mercados e promover o crescimento económico.

Qual a Taxa Máxima de Cofinanciamento do incentivo SIAC Portugal 2030?

O apoio SIAC Portugal Internacionalização tem uma Taxa Máxima de Cofinanciamento de 85%, e a possibilidade de um cofinanciamento tão substancial proporciona às empresas uma maior capacidade financeira para investir em estratégias de internacionalização.

Estratégias estas como a participação em feiras internacionais, desenvolvimento de redes de distribuição no estrangeiro e adaptação dos produtos aos requisitos dos mercados externos. Este incentivo SIAC Portugal Internacionalização é essencial para reforçar a competitividade das PME portuguesas num contexto global cada vez mais desafiador.

Ações elegíveis de apoio às empresas portuguesas

No âmbito do incentivo à internacionalização, são contempladas diversas ações que têm como objetivo potenciar a presença das empresas nos mercados internacionais:

  • Desenvolvimento de campanhas de imagem e promoção internacional direcionadas a diferentes setores e mercados;
  • Participação em eventos institucionais em certames internacionais de renome;
  • Realização de missões inversas institucionais para a difusão coletiva da oferta;
  • Elaboração de estratégias coletivas de internacionalização e abordagem a mercados;
  • Execução de atividades de cooperação e/ou prospeção em mercados já consolidados ou emergentes;
  • Identificação de oportunidades e obstáculos de entrada em novos mercados;
  • Partilha de conhecimentos e reforço da capacidade em mercados externos;
  • Divulgação internacional da oferta de produtos e serviços diferenciados e de maior valor agregado;
  • Reforço da perceção de qualidade pelos mercados internacionais em relação à oferta de produtos e serviços.

feira internacional açao promovida pela candidatura siac

Despesas Elegíveis do Sistema de Incentivos Internacionalização?

Fique a conhecer os diferentes tipos de despesas que se enquadram neste programa, desenhado para fomentar o crescimento internacional das empresas:

  • Criação, registo e abertura de empresa própria de caráter coletivo, abrangendo de âmbito territorial ;
  • Estudos, pesquisas e diagnósticos diretamente ligados ao desenvolvimento dos projetos internacionais;
  • Serviços de terceiros, incluindo apoio técnico, científico e consultoria de internacionalização de empresas, ou em áreas que excedam o domínio dos beneficiários;
  • Promoção e divulgação das atividades e resultados do projeto, contemplando despesas com criatividade, produção ou aquisição de média, materiais gráficos promocionais e informativos, bem como materiais audiovisuais e multimédia;
  • Aluguer de espaços e equipamentos para eventos promocionais e divulgação das atividades e resultados do projeto, incluindo suporte logístico;
  • Realização de ações de sensibilização, informação e demonstração;
  • Aquisição de conteúdos e informações especializadas;
  • Deslocações e estadias necessárias;
  • Aquisição de equipamento informático e software correspondente, em ações devidamente fundamentadas para a realização da operação ;
  • Contratação de contabilistas certificados ou auditores oficiais de contas, na validação das despesas dos pedidos de pagamento;
  • Recursos humanos do beneficiário, sob as seguintes condições:
    • Pessoal com competências específicas para as atividades principais do projeto, assim como para as atividades de gestão e acompanhamento, comprovadamente ligado ao beneficiário por contrato de trabalho;
    • Pessoal a contratar para dedicar total ou parcialmente ao projeto, com qualificação igual ou superior a nível 6;
    • É permitido o financiamento do salário base mensal, de acordo com a proporção do tempo dedicado ao projeto e até ao limite estabelecido nos avisos de candidatura ou convites, acrescido dos encargos sociais obrigatórios.
  • Constituição, registo e impulso internacional de empresas próprias de caráter coletivo;
  • Campanhas de divulgação e promoção internacional dos recursos portugueses, incluindo custos relacionados com conceção, produção ou aquisição de meios de comunicação, materiais gráficos promocionais e informativos, assim como materiais audiovisuais multimédia.
  • Aluguer de espaços e equipamentos para eventos de promoção internacional dos recursos portugueses, incluindo apoio logístico;
  • Montagem, desmontagem, construção e decoração de espaços promocionais;
  • Deslocação de amostras e material informativo e promocional.
  • No âmbito de projetos que incluam formação profissional, são consideradas elegíveis as despesas com:
    • Remuneração dos formadores durante o tempo em que os formandos estejam envolvidos na formação;
    • Taxa fixa de até 40% sobre os gastos diretos, destinada a suportar os os restantes custos.

Tipologia de ação do sistema de apoio a ações coletivas para a Qualificação e internacionalização das empresas

No âmbito das tipologias de ação relacionadas com o incentivo SIAC Ações coletivas - Internacionalização, destacam-se estratégias essenciais para impulsionar a presença global das empresas:

  • Exploração, conhecimento e entrada em novos mercados;
  • Colaboração em processos de internacionalização, partilha de competências e formação para a expansão internacional - Qualificação e internacionalização das empresas;
  • Divulgação global coordenada da gama portuguesa de produtos e serviços;
  • Promoção internacional de destinos turísticos e outros itens, infraestruturas e recursos relacionados com as regiões, englobando os centros de excelência desportiva.

Áreas geográficas pertencentes às medidas da internacionalização

O apoio de Ações coletivas internacionalização às empresas portuguesas visa alargar-se às regiões do NUTS II Norte, Centro e Alentejo. Este suporte do Portugal 2030 Internacionalização é crucial para promover a expansão e presença global das empresas sediadas nessas áreas.

Por conseguinte, através do SIAC internacionalização Norte, SIAC internacionalização Centro e SIAC internacionalização Alentejo, estas regiões poderão impulsionar o seu desenvolvimento económico, fortalecendo assim a competitividade internacional.

Ao concentrar esforços nessas zonas específicas, o Sistema de Apoio a Ações Coletivas - Internacionalização pretende potenciar as suas capacidades e recursos, permitindo-lhes explorar novos mercados internacionais, alcançar um maior reconhecimento a nível global e garantir o aumento do valor acrescentado das empresas exportadoras.

Investimento na internacionalização através da candidatura siac internacionalização - efacont

Conclusão

Em jeito de conclusão, reiteramos a importância estratégica da candidatura SIAC Internacionalização. Esta iniciativa de internacionalização pme, emerge como um recurso crucial para impulsionar a presença das PME portuguesas nos mercados internacionais, contribuindo assim para o crescimento económico e a criação de emprego em Portugal.

Com uma dotação orçamental substancial e uma taxa de cofinanciamento atrativa, este apoio à internacionalização das empresas portuguesas, revela-se essencial para facilitar o acesso a novos mercados internacionais e para ajustar-se às constantes mudanças nas exigências internacionais.

Além disso, com base na nossa experiência, ao promover a imagem dos produtos e serviços portugueses nos mercados internacionais, a candidatura ao incentivo de internacionalização das pme, visa reforçar a identidade "Made in Portugal", consolidando uma perceção de qualidade e fiabilidade junto dos consumidores estrangeiros.

Por outro lado, o incentivo siac portugal, também se propõe a aprofundar o conhecimento sobre os mercados internacionais, permitindo uma abordagem estratégica mais precisa e adaptada às particularidades de cada projeto internacional.

Consultar outros apoios

Contratação de Recursos Humanos Altamente Qualificados por PME

Medida Compromisso Emprego Sustentável

SICE - Inovação Produtiva - Outros Territórios

SIID I&D Empresarial

SIFIDE II